Brinquedos sensoriais – explorando os sentidos

 

Segundo Piaget, as crianças precisam explorar, experimentar e receber feedback de suas ações (e reações) sobre os objetos, usando os seus sentidos para aprender através de experiências práticas. Maria Montessori também acreditava que as crianças aprendem melhor através de experiências sensoriais.

Mas, porque as melhores referências em aprendizagem insistiam nesse tema? A resposta é simples: É na primeira infância, que vai do nascimento até mais ou menos os 5 anos,  que as crianças estão na plenitude do seu desenvolvimento. Nessa fase, suas mentes são verdadeiras “esponjas”, que captam tudo à sua volta.  E grande parte da “ativação neural” ocorre justamente pela estimulação através dos sentidos, por isso é tão importante promover estímulos por meio de brincadeiras e outras ações.

No Colégio Morumbi Sul uma parede com brinquedos sensoriais é um dos espaços que auxiliam  as crianças do Infantil a explorar diversos estímulos e movimentos.  Acompanhados de perto pela professora, os pequenos ficam à vontade para mexer nas pecinhas, levando-as de lá pra cá, batendo, emitindo sons, movimentando-se e até estabelecendo conexões que promovem conhecimento. Vale lembrar que os estímulos sensoriais depositados na criança desde cedo são como as ferramentas mentais que ela terá disponíveis para usar no futuro.

Muito além dos brinquedos pedagógicos, como esses utilizados no Colégio, os pais também podem reservar “cantinhos sensoriais” para os seus pequenos, com panelas, potes e colheres que não se usa mais, caixas vazias e objetos diversos (partes de brinquedos, rolos de papel etc…).  É importante que a criança tenha esse tempo para si e para seu desenvolvimento.

Deixar uma resposta