20
- setembro
2019
Conta bancária emocional

Parece estranho? Não para os alunos dos 2ºs anos do Colégio Morumbi Sul, que realizaram “transações bancárias” utilizando as emoções como referência em uma atividade que mesclou o uso de ferramenta Google com a proposta do programa Líder em Mim.

Após um sorteio em sala, cada aluno ficou com o nome de um colega. Utilizando a ferramenta Apresentações, criaram mensagens que foram enviadas por e-mail ao nome sorteado. Ao abrir seu G-mail cada aluno conseguiu ver a mensagem que lhe foi enviada, alegrando-se com seu conteúdo. Ao final o professor promoveu uma breve conversa sobre a importância de se compartilhar bons sentimentos e atenção para com as pessoas com as quais se convive.

Explicando melhor a proposta, cada vez que deixamos alguém triste fazemos uma retirada da conta bancária emocional e quando fazemos uma boa ação, fazemos depósitos. O saldo pode ser positivo ou negativo, dependendo da movimentação realizada. Boas atitudes produzem bons sentimentos e, o contrário, sentimentos ruins. Faz sentido, não é mesmo?


Deixe uma resposta