25
- agosto
2019
Maquete: o engenho colonial

Em seus estudos de História, os alunos dos 4ºs anos viram a produção de açúcar nos engenhos do século XIX. Com as pesquisas e aulas descobriram que as antigas fazendas produtoras de açúcar eram compostas por diversas áreas, como lavouras, engenho-fábrica, senzala, casa grande e capela.

E para manter a produção, homens, mulheres e crianças trabalhavam arduamente e eram considerados “as mãos e os pés do senhor de engenho”, pois faziam todo o tipo de trabalho, promovendo a riqueza de seus senhores. Era o período do Brasil colonial, com todos os seus contrastes e a opulência que as terras férteis brasileiras proporcionavam.  

O desafio dos alunos foi representar esses engenhos em maquetes que reproduzissem fielmente a estrutura dessas fazendas produtoras de açúcar.  O resultado, como se vê abaixo, foram engenhos muito bem caracterizados, numa produção caprichosa que envolveu alunos e suas famílias.


Deixe uma resposta